Um dos momentos mais desafiadores e delicados da relação mãe-bebê é a mudança na alimentação. A transição e a introdução alimentar são momentos importantes e que devem ser feitos com todo o cuidado e amor. Pensando em ajudar as mamães com esse desafio, separamos algumas dicas para facilitar as suas vidas!

O que é a introdução alimentar?

A introdução alimentar é o termo usado para descrever o momento em que os bebês passam a consumir outras coisas, além do leite materno. A recomendação da OMS é que esse processo comece a ser feito a partir do sexto mês de vida. Daí em diante, até os dois anos, o bebê deve ser comer alimentos e ainda ser amamentado, alternando as refeições.

Alimentação dos bebês: dicas para introdução

  • A introdução alimentar deve ser feita de forma lenta e gradual;
  • Se a criança não aceitar, não force, apenas tente de novo em outra ocasião;
  • Ofereça o alimento de oito a dez vezes, em média, até que a criança aceite;
  • É importante que a alimentação oferecida seja variada e rica em nutrientes;
  • Até os dois anos deve-se evitar frituras, enlatados, salsicha, refrigerante, café, salgadinho, doces e açúcar;
  • Deve-se usar o mínimo de sal possível;
  • É importante aproveitar o momento para criar uma rotina alimentar, com horários para as refeições.

Novas transições alimentares

Ao longo da vida, as crianças precisam passar por novos processos de transição alimentar, para começar a incluir cada vez mais diversidade de alimentos na rotina. Depois de um tempo que a introdução alimentar foi feita, você pode começar a mudança no tipo de alimentação do bebê. É possível oferecer alimentos maiores, menos amassados e mais variados.

Alimentação dos bebês: dicas para transição

  • Comece a oferecer pedaços de frutas;
  • Até um ano as carnes oferecidas ainda precisam ser desfiadas;
  • A partir de um ano ofereças doces em pequenas quantidades e não industrializados;
  • Esteja sempre atento à quantidade oferecida, respeite a saciedade da criança.

Separamos essas dicas com muito carinho e esperamos que elas possam ajudar no momento de introdução alimentar e em todas as outras etapas de transição. Se você conhece alguma mamãe ou papai que pode curtir as dicas que trouxemos aqui, compartilhe este texto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X